sexta-feira, 7 de outubro de 2016

# livros # Pitacos

[Resenha] Confissões de uma Banda 2

Depios da leitura de O Xangô de Baker Street na MLI2016, procurei fazer leituras menores antes de voltar para a Saga Beautiful Creatures. Então, depois de um mangá, resolvi pegar Confissões de uma Banda 2.

Vale comentar que isto não é bem uma resenha, mas um relato sobre a leitura que fiz do livro


Pra começar, pensar que Confissões é um livro menor é besteira. rs. Mas está certo ao escrever que é uma leitura tranquila.



Confissões de uma Banda é um YA (Young Adult - eu acho rs) que traz os bastidores da formação de uma banda teen, composta por três garotas e um rapaz, até o lançamento do seu primeiro sucesso. No segundo livro continua sendo os bastidores dessa banda após o sucesso do primeiro album e o caminho do estrelato, digamos assim. Eles começam a interagir com as celebridades do momento e contam como foi lidar com isso.

A leitura é bem fácil afinal são os quatro contando como se estivessem gravando um video. Cada capítulo é um membro falando sobre algo que aconteceu ou a visão dele sobre o que foi contado no capítulo anterior. E quem está "falando" é indicado no inicio do capítulo com a caracterísca que marca cada personagem. A vocalista Kendall é "A voz", a baixista Stella é "A chefe", a baterista Wynn e também compositora é "A gostosa" e o guitarrista A/B é "O garoto". E como não poderia faltar, eles também falam sobre seus próprios sentimentos, suas dúvidas ou certezas...

Mas diferente do primeiro livro, Confissões de uma Banda 2 achei mais demorado. Isso possivelmente aconteceu por eu estar num momento diferente do que eu estava quando li o primeiro livro (temos aí um espaço de 4 anos mais ou menos entre uma leitura e outra), mas achei que demorou pra rolar alguma treta. Digo, no principio do livro as partes empolgantes são bem poucas e pontuais. Tipo o encontro que a baterista (A gostosa) teve com um ator e ali algo começou a acontecer. A Wynn foi uma personagem super deboísta, mas sem perder a complexidade. O final dela foi o que eu achei o mais tenso. Criei afeição por ela. u.u

Voltando sobre os pontos altos do livro, a coisa ficou boa mesmo depois dos 50% de leitura. Quando um problema um pouco mais sério começa a acontecer... E lá pelos 80% é que a coisa fica frenética.

O final... Já falei que o da Wynn foi uma coisa ne? Mas num geral dá pano pra mais manga. rs. Sim, parece que fica uma ideia de terceiro livro, mas não me aventurei a procurar.
Sabe aqueles 20% finais? Eles me empolgaram a querer ver como ficou o 6X (Ah! Btw o nome da banda é 6X)... mintira, quero saber como ficou a Wynn! XDDD

Enfim. Recomendo o volume 1, mas o 2º só se você tiver paciência pra chegar na metade do livro.

Bjins,
K

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@soratemplates