sexta-feira, 28 de outubro de 2016

# jogos # outros

[iPlay] PokémonGO - o começo

E depois de muito tempo, desde o último iPlay com The Sims, essa "seção" voltou! E voltou para falar de....!!!!


Pois é, eu não ia baixar Pokémon GO, inclusive eu seria uma daquelas pessoas chatas na sua TL que ficaram reclamando do BOOM do jogo; juro. Mas baixei Pokémon GO e por que baixei?! Não sei.



Eu poderia dizer que gostava do anime, que ele fez parte da minha infância/adolescência, e... Vamos encurtar: não. Eu não gostava de Pokémon, não assistia, não jogava, mas o marketing (ou sei lá como pode ser chamado o que aconteceu) foi TÃO poderoso! Pessoas (e muitas) falavam de PokémonGO; queriam que fosse liberado no Brasil e aguardavam ansiosos por isso.

Só sei que num dia eu estava pensando que EEUUU, Kika, não faria o download desse jogo e no outro dia aconteceu um alvoroço e então me vi escolhendo a roupa do meu player... '-'

Sim, eu baixei de curiosa. E gostei de jogar.

Na noite que foi liberado (e que fiz o download) eu olhei pra tela e a tela me olhou. O mapa aqui do bairro era é perfeito. Acho que até melhor do que o Google Maps. rs. Daí eu peguei meu primeiro Pokémon e explorei algumas coisas que estavam bem distantes... Mas não entendi nada do que era pra fazer (além de ter pego aquele primeiro Pokémon). Então comecei a ver comentário da galera por aí.

Meu "Starter" foi.... um charmander

Daí no dia seguinte faltou pão pro café da manhã então CLARO que fui comprar pão E caçar pokémon. rs. Quando cheguei em casa até meu pai estava falando de PokémonGO! E peguei, sim, os meus primeiros: um Kabuto e provavelmente um Pidgey (já andei trocando os primeiros pokémons por Candy).

Depois fui entender como funcionam as Pokéstops. Os cubos azuis suspensos que mudam de formato quando você se aproxima. E que era assim que você conseguia mais Pokébolas (eu achava que eram infinitas XD). Com mais um tempo de jogo, descobri os Ovos de Pokémon que você precisa andar (com o jogo aberto) para rachar. E também descobri que a rua onde o povo do bairro costuma fazer um cooper é ótima pra rachar ovos de 2 KM em uma volta completa.

E os incensos?! Que coisa mais legal! Era pokémon a cada 5 minutos. rs. Mas só consegui usar uma vez dentro de casa. Às vezes eu tenho a impressão de que ele sabe que este local é tipo "minha base" então os Pokémons não aparecem por aqui de jeito nenhum! :/
Mintira. A verdade é que meu personagem fica parado então só quando o GPS atualiza e o player sai andando sozinho é que os pokémons aparecem.

Daí, coletando informações no facebook com outros jogadores, alguém recomendou fazer uma busca na internet e eu, viciada em YouTube como tenho sido ultimamente fui buscar as dicas lá e encontrei o Coisa de Nerd, que começou a jogar antes de nós brasileiros (só não pergunto quem não jogou antes de nós porque teve país onde foi liberado depois do Brasil).
Catei um monte de dicas legais lá. Uma delas foi a melhor forma de usar as incubadoras: deixar a infinita para ovos de menor distancia, porque essa você pode usar tranquilamente, enquanto a incubadora de 2-3 usos, por ter esse limite, usar para ovos de 10KM.

Recentemente tive a primeira experiência de um treino em ginásio. Btw sou Instinct.
Vi que o ginásio mais próximo estava protegido por um Instinct e aí pensei em treinar algum pokémon.............. -_- ............Usei tudo que vi nos vídeos: desviei 3x, ataquei, cutuquei o celular frenéticamente e......... Se eu não tivesse as poções teria perdido um Pinsir. XD

PokémonGO tem suas vantagens. Pessoas dizem que fizeram amizades por causa do jogo. Eu não. Eu digo que voltei a fazer caminhadas por causa dele e não só isso. Eu passei a sair "da toca" para caçar Pokémon. E mais! Tem um parque que foi inaugurado num bairro próximo de onde moro já faz uns bons anos e até então eu não havia ido. Já teve encontro de animes, evento com food truck e nada de eu ir. PokémonGO me fez conhecer o tal parque. rs.

Mapa do parque dividido em 3 partes. Coloca as três em sequencia... Ele é enoorme! OoO

Dizem que Pokémon GO morreu. De fato ele perdeu aquela vibe de novidade, a euforia do lançamento. Mas o que neste mundo atual não perde um pouco do encanto depois do lançamento? Acredito que muitos fatores fazem o jogo perder a graça rápido (para os outros, eu continuo curtindo a brincadeira). Seja o consumo de bateria e dados de internet, seja falta de recursos na área, ou presepadas da Niantics e, com isso, a queda dos rastreadores de pokémon não oficiais. rs
E até mesmo o fato de caçar sempre na mesma região, acaba caindo na rotina e fica chato.

O jogo é andar atrás de pokémon e "alisar a tela do celular" pra jogar as pokebolas. Mas também é cutucar freneticamente a tela do celular nos ginásios, evoluir e tornar os bichinhos mais fortes. É chocar ovos e trocar pokémon repetido por docinhos... Até que a Niantics resolva soltar a segunda geração de bichinhos, outros eventos como o de Halloween ou a troca de bichinhos com os 'mig@s pra dar um novo gás no jogo. (O que vier primeiro). rs.

Eu estou curtindo essa brincadeira.
Apesar de ter tentado treinar uma vez, não gosto de combater (não tenho coordenação/coração/nervos para isso rs) então apenas caço os pokémons e registro na minha Pokédex. E acho essa a maior diversão. rs.

Atualmente estou no nível 14 e meu buddy é uma Ponyta.



Tenho 72 79 pokémons registrados na Pokédex (todos capturados com muito amor e cuidado).




No inicio do mês resolvi fazer uma limpa na minha mochila de pokémons e troquei um monte repetidos por Candy. Com isso consegui fazer umas três evoluções, sendo uma delas a mais importante pra mim. Sabe aquele aquele dia que você viu o povo correndo atras de um pokémon e você também foi atrás, mas ele não apareceu pra você? E lembra que o bendito pokémon só apareceu pra você quando você não está mais dentro da área pra pegá-lo?? Foi assim eu com o Starmie. =_=

Eu estava no centro da cidade (RJ, claro que eu não ia puxar o celular no meio da rua) eu vi uns marmanjos engravatados correndo pro Largo de São Francisco de Paula (Obrigada Google Maps) dai entrei na primeira lojinha confiável que achei e conferi o celular (e as mercadorias da loja porque né... capinhas de celular :3), mas não encontrei nada (no jogo). Sem dinheiro (pra comprar capinha) e sem pokémon (no jogo) fui pra farmácia que eu tinha que ir...
Ao sair da farmácia... Uma Starmie enorme no Largo de São Francisco =_=

Foi um bug, um atraso do GPS para atualizar a minha localização... desde esse dia fiquei com a Starmie sendo um sentimentozinho dolorido no coração de mestre pokémon. rs.
Até este dia de evoluções.




E com isso, agora estou no nível 15.

E tá difícil de sair! D8

E deixa eu contar uma coisa doida que faço, mas gosto muito. rs
Eu escrevo num bloquinho de registros do meu dia quais Pokémon peguei, o CP deles, quem surgiu de ovo rachado, quem é novo na Pokédex e por aí vai...
É meio bizarro já que isso fica registrado no jogo, mas acho divertido fazer essas anotações também. rs

E foi pensando nessas anotações que resolvi fazer um pintable com adesivos de PokémonGO.
É coisa simples, ok? São 4 folhas no tamanho A5 onde incluí os 150 primeiros pokémons mais uma cartela com itens variados: Eggs, coins, símbolo da Gym (ginásio), medalhas e, claro, o símbolo dos times Instinct, Valor e Mystic.

E se você curtiu a ideia de decorar seus cadernos com Pokémons, estou deixando o link pra fazer download das cartelas.




Para fazer o download, clique no botão verde do PagSocial naquele mesmo esquema amorzinho de pagar com um tweet ou uma postagem no Facebook. ♡


Como baixar o arquivo no "Pague Social":
  1. Clique no botão;
  2. Na pagina que você será redirecionado, clique no botão da rede social que preferir para fazer o post: Facebook ou Twitter
  3. Na janela que vai carregar, será necessário logar e autorizar que o pagsocial faça uma publicação em seu nome (ele não vai memorizar isso, então pode autorizar que ele não fará outras postagens sem sua autorização)
  4. E pronto. Automaticamente o download será feito.
Bjins,
K.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@soratemplates